Pegasus

Fazenda Monte Olimpo

Pegasus

ARES ou MARTE
Deus da Guerra.
Protetor dos incapazes e invejosos.

Deus guerreiro por excelência, rejubilava com o sangue e a carnificina. Seu símbolo era o abutre e três demônios lhe serviam de escudeiros: Deimus (terror), Phobus (medo) e Eris (deusa da discórdia, irmã e companheira de Ares). Teve muitos filhos: Ponos (dor), Ate (confusão), Machos (batalha), Phonies (assassinato), Pseudo (mentira) e outras maldades. Está presente em todos e eventos e brigas. Em suas aparições, sempre está usando um capacete, como que pronto para a batalha. Em qualquer conflito em toda a história mitológica se encontra o Ares. Talvez em razão disso, era raramente adorado e não há cidades de que ele seja o patrono. Seus pais Zeus e Hera, o detestavam, mas era protegido por Hades (Plutão, o deus do inferno), pois povoava o inferno com as numerosas guerras que provocava. Sua vida estava longe de ser exemplar, quase sempre desafiava outros deuses, incluindo seu pai. Hércules o feriu por três vezes. Era muito respeitado pelos gregos por sua força e temperamento agressivo. De seu romance com Aphrodite foram frutos os eloqüentes Eros (o Cupido), Harmony (Harmonia), Phobus (Medo) e Deimus (Terror).