Pegasus

Fazenda Monte Olimpo

Pegasus

ATHENA ou MINERVA
Deusa da Razão e da Sabedoria. 

Protetora dos clientes.

Uma das doze principais divindades gregas, também chamada Palas. Deusa virgem, padroeira das artes domésticas, da sabedoria e da guerra. Nasceu já adulta, na ocasião em que Zeus teve uma forte dor de cabeça e mandou que Hephaestus, o deus Ferreiro, lhe desse uma machadada na fronte; daí saiu Palas Athena. Mais tarde afirmou o presságio de tornar-se ainda mais sábia do que Zeus, seu poderoso pai, apesar da ameaça. Deusa guerreira e também deusa da razão, protetora das artes e das cidades, é a divindade epônima de Athenas. Sob sua proteção floresceu, em época áurea, a cidade de Athenas, hoje capital da Grécia. Mostrou-se fiel a seu pai ao longo da vida, auxiliando-o e a outros heróis em importantes batalhas. Ela e Ártemis decidiram nunca se casar (nem mesmo com outros deuses) para preservar sua pureza. Disputou com Poseidon a chance de nomear a atual cidade de Athenas. Enquanto o deus dos Mares construiu, com seu tridente, um belíssimo forte, Athena fincou seus pés no solo e semeou o primeiro pé de oliva na face da Terra e principal árvore da Grécia.